Regulamento

O 3º Prêmio SBR/Pfizer de Jornalismo – Doenças Reumáticas seguirá o presente Regulamento

1. OBJETIVOS DO PRÊMIO E SEUS REALIZADORES

A Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR), inscrita no CNPJ/MF sob o nº 42.595.629/0001-71, com o apoio de Laboratórios Pfizer Ltda. (Pfizer), inscrita no CNPJ/MF sob o nº 46.070.868/0019-98 (SBR e Pfizer, em conjunto, os “Coordenadores do Prêmio”), lançam o 3º Prêmio SBR/Pfizer de Jornalismo – Doenças Reumáticas (o “Prêmio”).

Trata-se de uma iniciativa que tem como objetivo reconhecer as reportagens que se destacaram como multiplicadoras de informação e conhecimento no universo das doenças reumáticas e a contribuição da imprensa neste cenário, além de estimular a continuidade de publicação de reportagens educativas sobre o tema.

Poderão ser inscritas para concorrer à premiação reportagens publicadas/veiculadas de 6 de junho de 2016 a 15 de setembro de 2017, em jornais, revistas, rádio, TV e na internet (sites, blogs e agências de notícias). O conteúdo das reportagens deve ter caráter jornalístico e estar relacionado ao tema doenças reumáticas, com foco nos seguintes subtemas:

  • Doenças reumáticas em geral
  • Artrite reumatoide
  • Artrite idiopática juvenil
  • Fibromialgia
  • Espondilite anquilosante
  • Inovação no tratamento
  • Importância do diagnóstico precoce

2. AS CATEGORIAS

O prêmio é constituído de 3 (três) categorias, conforme listadas abaixo:

  • Mídia Impressa: jornal e revista (i.e. periódicos);
  • Mídia On-line: sites, blogs e agências de notícias online;
  • Mídia Eletrônica: rádio e TV;

Reportagens publicadas em outras mídias não expressamente mencionadas acima não serão consideradas para fins de concorrer à premiação.

3. AS PREMIAÇÕES

Serão premiados o 1° lugar, 2° lugar e 3º lugar de cada uma das quatro categorias acima citadas:

1. As 3 (três) reportagens vencedoras (uma de cada categoria) receberão, individualmente, R$ 6.000,00 (seis mil reais líquido) em dinheiro, além de troféu e certificado de premiação;

2. As 3 (três) reportagens na segunda colocação (uma de cada categoria) receberão, individualmente, R$ 3.000,00 (três mil reais líquido) em dinheiro, além de certificado de premiação;

3. As 3 (três) reportagens na terceira colocação (uma de cada categoria) receberão, individualmente, certificado de reconhecimento do 3º Prêmio SBR/Pfizer de Jornalismo – Doenças Reumáticas.

Assim, no total serão entregues R$ 27.000,00 (vinte e sete mil reais) de prêmio em dinheiro e os valores acima mencionados são líquidos, livres de impostos.

Caso as reportagens vencedoras sejam feitas por mais de um autor, será concedida 1 (uma) única premiação em dinheiro para a reportagem escolhida, em favor do autor responsável pela inscrição da reportagem, se aplicável, 1 (um) troféu, em nome de todos os participantes indicados na ficha de inscrição, se aplicável, e também certificados nominais e individuais a cada um dos autores/colaboradores da reportagem, indicados na ficha de inscrição.

Para a emissão dos troféus e certificados será considerada a grafia dos nomes constantes da ficha de inscrição.

4. TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS

Para concorrer ao prêmio, as seguintes condições devem ser observadas:

I. Com o objetivo de reconhecer o jornalismo brasileiro, serão aceitas apenas inscrições de trabalhos (a) feitos por jornalistas brasileiros (b) escritos ou falados em língua portuguesa e (c) veiculados em meios de comunicação brasileiros, com sede ou escritórios estabelecidos no Brasil;

II. Podem ser inscritos no prêmio trabalhos jornalísticos de autoria única ou de um grupo de profissionais;

III. As inscrições são limitadas a duas reportagens e deverão ser feitas exclusivamente pela internet, em formulário específico disponível no site do prêmio www.premiosbrpfizerjornalismo.com.br. O formulário, devidamente preenchido e assinado, deve ser enviado juntamente com os materiais descritos no item VII abaixo;

IV. As inscrições serão abertas a zero hora do dia 14 de julho de 2017 e se estenderão até 23h59 do dia 15 de setembro de 2017. Após essa data, o sistema estará fechado para o recebimento de novas inscrições;

V. Para esclarecer dúvidas sobre este regulamento, bem como receber auxílio técnico sobre o envio dos trabalhos, os coordenadores do prêmio colocam à disposição o e-mail premiosbrpfizer@cdn.com.br e o telefone (11) 3643-2932, com atendimento de segunda a sexta-feira, das 10h às 18h;

VI. Um autor não poderá ser duplamente premiado, seja por trabalhos diferentes inscritos na mesma categoria, por trabalhos distintos inscritos em categorias diferentes ou pelo mesmo trabalho inscrito em categorias distintas. Caso um autor seja escolhido como ganhador por uma reportagem de autoria coletiva e tenha ainda uma reportagem individual escolhida, será premiado apenas o trabalho de autoria coletiva.

VII. As reportagens publicadas em impressos (jornais e revistas) ou em plataforma online (site, blogs ou agências de notícias) devem ser enviadas no formato PDF juntamente com o link para o site, no caso de reportagens on-line. Já as reportagens de rádio ou televisão deverão ser enviadas nos seguintes formatos: rádio, Mp3 ou WAV; e televisão, AVI ou WMV. Em todos os casos, não serão aceitos materiais enviados após às 23h59 do dia 15 de setembro de 2017, conforme definido no item IV acima. Caso o tamanho do arquivo exceda o limite descrito abaixo, favor enviar o material em CD para o endereço AV. BRIGADEIRO FARIA LIMA, 2.601 – 10º ANDAR – Jardim Paulistano – São Paulo – SP – CEP: 01451-001, juntamente com a ficha de inscrição, aos cuidados de Ricardo Iunes:

  • Rádio (limite de 20MB) – Formato Mp3 ou WAV
  • Televisão (limite de 20MB) – Formato AVI ou WMV
  • Jornal (limite de 20MB) – Formato PDF
  • Revista (limite de 20MB) – Formato PDF
  • Internet (limite de 20MB) – Formato PDF e link para o site
  • Agências de notícias online (limite de 20MB) – Formato PDF e link para o site

VIII. Não serão devolvidos os trabalhos em papel, fitas, CDs ou outros meios encaminhados pelos candidatos finalistas para a etapa decisiva do 3º Prêmio SBR/Pfizer de Jornalismo – Doenças Reumáticas. Esse material passará a fazer parte do acervo dos coordenadores do prêmio para fins de consulta;

IX. Os autores que produzirem trabalhos em coautoria ou aqueles que produzirem trabalhos coletivos devem mencionar os nomes de todos os autores/participantes na ficha de inscrição, sendo que o valor referente ao prêmio será repassado apenas ao responsável pelo trabalho indicado na mesma ficha de inscrição. No caso do troféu serão identificados todos os nomes da equipe da reportagem, de acordo com os dados preenchidos no formulário de inscrição;

X. Caso a reportagem originalmente publicada não tenha identificação de seu autor, este deverá enviar aos coordenadores do prêmio, por correio, juntamente com o material descrito no item VII acima, carta do diretor de redação e/ou responsável legal pela publicação da reportagem, reconhecendo a autoria da reportagem.

XI. As inscrições dos profissionais de Televisão e Rádio só serão validadas se tiverem sido realizadas a serviço de veículos regularmente constituídos e que tenham todas as licenças necessárias para a sua operação;

XII. Cada trabalho só poderá ser inscrito em 01 (uma) categoria, conforme definido no item 2 acima. Caso seja identificada a inscrição de um mesmo trabalho em categorias diferentes, os coordenadores do prêmio definirão, por seu exclusivo critério, após a análise do trabalho, em qual categoria o trabalho permanecerá inscrito e em qual será considerado desclassificado; não caberá recurso sobre esta decisão;

XIII. No caso de uma mesma reportagem publicada em segmentos diferentes, como impresso e internet, ser inscrita duas ou mais vezes, seja na mesma categoria ou em categorias diferentes, prevalecerá a reportagem que tiver sido primeiro publicada, sendo desclassificadas as outras publicações mais recentes. Se a reportagem tiver recebido tratamento editorial e de conteúdo para adequação ao meio de publicação, os coordenadores do prêmio poderão definir, após análise, que ambas estão válidas a concorrer ao prêmio. Isso significa que se uma reportagem publicada originalmente em mídia impressa receber tratamento editorial e de conteúdo para ser publicada na internet, para que se adeque a este segmento, ela poderá ser considerada válida para concorrer ao prêmio após análise dos coordenadores do prêmio. Não caberá recurso sobre esta decisão;

XIV. Cabe única e exclusivamente aos autores dos trabalhos inscritos a responsabilidade por utilização e/ou violação de conteúdo de terceiros;

XV. Não compete aos coordenadores do prêmio emitir juízo de valor sobre os trabalhos inscritos e sobre as decisões do júri;

XVI. Só serão aceitos trabalhos inéditos no período de sua primeira publicação, qualquer que seja a plataforma em que sejam inscritos. Ou seja, não serão aceitos trabalhos que estejam sendo reeditados ou veiculados novamente no período descrito no item IV acima, tendo já sido publicados ou veiculados originalmente em períodos anteriores;

XVII. Não serão aceitos trabalhos incompletos;

XVIII. Não serão aceitos trabalhos em nome de outra pessoa que não seja o autor da reportagem. Assim, somente o autor da respectiva reportagem poderá submetê-la a esta premiação;

XIX. Não poderão concorrer ao prêmio trabalhos produzidos por quaisquer membros participantes do Júri e/ou vinculados aos coordenadores do prêmio, funcionários ou prestadores de serviço dos coordenadores do prêmio;

XX. Ao inscrever um trabalho no prêmio, o autor autoriza a utilização da reportagem pelos Coordenadores do Prêmio, sem a incidência de nenhuma remuneração, para os fins de veiculação dos trabalhos finalistas e vencedores no site do prêmio.

XXI. Os autores, ao encaminharem seus trabalhos, declaram para todos os fins de direito que tais trabalhos não violam direitos de terceiros e obtiveram todas as autorizações necessárias para submeter a sua reportagem a este prêmio, responsabilizando-se integral e unicamente por todas e quaisquer reclamações e ações eventualmente recebidas pelos organizadores do prêmio em decorrência da violação de direitos de terceiros pela utilização das reportagens pelos coordenadores do prêmio, conforme definido no item anterior;

XXII. Protocolos de pesquisas médicas, livros e sites de Internet sobre saúde em geral não serão aceitos como reportagens;

XXIII. A decisão do Júri (conforme definido abaixo) é irrecorrível;

XXIV. Não haverá censura às reportagens inscritas ao prêmio, desde que estas estejam de acordo com o Regulamento;

Importante:

Se a reportagem não respeitar os termos e condições deste Regulamento, será automaticamente desclassificada sem aviso prévio.

4.1 TERMOS E CONDIÇÕES ADICIONAIS - SITES, BLOGS E AGENCIAS DE NOTÍCIAS ON-LINE

Para que uma reportagem veiculada em mídia on-line (i.e. em um site, blog e agências de notícias on-line) seja considerada válida para concorrer ao prêmio na categoria Mídia on-line do 3º Prêmio SBR/Pfizer de Jornalismo – Doenças Reumáticas, as condições abaixo devem também ser observadas (sem prejuízo das outras condições dispostas no item 4 acima).

I. Serão válidos trabalhos veiculados apenas em sites, blogs de notícias e/ou agências de notícias on-line, que tenham mais de um ano de atividades, sediados no Brasil, de língua portuguesa e voltados ao público brasileiro.

II. A reportagem deve ter sido veiculada originalmente na internet e ter formato específico do webjornalismo, que é caracterizado pela multimidialidade, convergência (i.e. recursos multimídias disponíveis na plataforma on-line juntamente com a reportagem, como recursos de áudio, vídeo, texto e imagem) e interatividade;

III. A reportagem deverá compreender um trabalho autoral inteiramente original e de titularidade daquele que a inscrever no prêmio, e não ser resultado de compilações de artigos publicados pelo mesmo autor em outras mídias (colunas de jornais, comentários em rádio, reportagens de televisão, etc.);

IV. Em relação ao veículo de comunicação, não serão considerados sites, blogs e agências de notícias on-line cujo conteúdo seja composto apenas de links que remetam a outros sites, blogs e/ou agências de notícias on-line;

V. Serão desconsideradas reportagens veiculadas originalmente em sites de – ou patrocinados por – empresas farmacêuticas, hospitais, clínicas, centros de diagnóstico e afins, ainda que na seção de “Imprensa” ou “Notícias” desses sites ou blogs;

Será automaticamente desclassificada do prêmio a reportagem que estiver disponível em site, blog ou agência de notícias on-line que estiver desatualizado ou ficar fora do ar no período de 6 de junho de 2016 a 9 de outubro de 2017.

5. PRIMEIRA ETAPA - O JÚRI E A AVALIAÇÃO DOS JURADOS

Cabe ao júri, por consenso ou pelo voto da maioria de seus integrantes, a decisão sobre a primeira etapa do prêmio, incluindo a validação dos trabalhos inscritos, nos termos deste regulamento e atribuição de nota para seleção dos finalistas.

O júri é formado por 5 (cinco) jurados técnicos, definidos pelos coordenadores do prêmio.

I. Encerrado o período de inscrições, todas as reportagens inscritas serão avaliadas pelo júri em ambiente na internet preservado e protegido por senha individual.

II. O júri terá o período de 18 a 25 de setembro de 2017 para completar as suas avaliações.

III. O júri avaliará os seguintes quesitos: (a) criatividade; (b) pesquisa do tema; (c) números e dados estatísticos apresentados; e (d) impacto para o público em geral quanto à conscientização e educação.

IV. Cada quesito deverá ser pontuado de 0 a 5 e a avaliação final de cada membro do júri para cada reportagem será dada a partir do somatório da pontuação de cada um dos quesitos avaliados. Posteriormente, será feita a somatória das notas de cada jurado para cada trabalho, obtendo assim a nota final dos trabalhos.

V. Considerando o total de 5 jurados técnicos, cada reportagem poderá ter nota mínima igual a 0 (zero) e nota máxima igual a 100 (cem). Os 3 (três) melhores trabalhos avaliados pelo júri técnico em cada categoria serão classificados para a próxima etapa da premiação e irão para votação aberta ao público. Em qualquer hipótese, a pontuação recebida por reportagem, seja ela classificada para votação aberta ao público ou não, não será divulgada.

VI. Caso haja empate em uma ou mais categorias, todas as reportagens que tiverem as 3 (três) melhores notas irão para votação aberta ao público.

Observação:

Ao aceitarem integrar o júri, os participantes dessa instância do prêmio concordam e acatam o presente regulamento.

6. SEGUNDA ETAPA – AVALIAÇÃO DO PÚBLICO

I. As reportagens classificadas para a segunda etapa do prêmio participarão de votação aberta ao público e nova votação dos jurados.

II. A votação aberta ao público será on-line no site do prêmio www.premiosbrpfizerjornalismo.com.br, disponível no período de 2 a 9 de outubro de 2017. Para fins de apuração, será computado somente um voto por CPF, para cada categoria de premiação;

III. A pontuação obtida pela votação popular será somada à nota global do júri técnico para cada reportagem, determinada na primeira etapa conforme item V da Seção 5 acima, de acordo com as especificações abaixo:

1. Primeiro trabalho mais votado pelo júri popular (em cada categoria) = 10 pontos – ou seja, serão adicionados mais 10 pontos à nota final do júri técnico;

2. Segundo trabalho mais votado pelo júri popular (em cada categoria) = 5 pontos – ou seja, serão adicionados mais 5 pontos à nota final do júri técnico;

3. Terceiro trabalho mais votado pelo júri popular (em cada categoria) = 3 pontos – ou seja, serão adicionados mais 3 pontos à nota final do júri técnico.

IV. No caso de empate após a votação popular, fica estabelecido que sairá vencedor o trabalho melhor pontuado pelo júri técnico no critério Criatividade. Caso tenham a mesma pontuação neste critério, sairá vencedor o trabalho melhor pontuado pelo júri técnico no critério Impacto para o público em geral quanto à conscientização e educação. O desempate seguirá desta forma sucessivamente respeitando a ordem decrescente de importância dos critérios, conforme indicado abaixo:

1. Criatividade;

2. Impacto para o público em geral quanto à conscientização e educação;

3. Números e dados estatísticos apresentados;

4. Pesquisa do tema.

7. ANÚNCIO DOS RESULTADOS

1. Finalistas

Os autores dos trabalhos finalistas serão informados sobre a classificação para a segunda etapa da premiação em 28 de setembro de 2017.

2. Vencedores

Os autores dos trabalhos vencedores serão informados sobre a premiação em primeiro, segundo lugar ou terceiro lugar em até 10 dias do término da votação aberta ao público e convidados a participar da cerimônia de premiação em São Paulo, no fim de outubro de 2017, cujas despesas de transporte, hospedagem e alimentação serão cobertas pelos organizadores do Prêmio, conforme a Política de Viagens do Grupo Pfizer em vigor na data do evento e que serão devidamente comunicadas aos vencedores.